top of page
Buscar

Desvende sua radiografia - Hemangioma


Nem sempre é fácil compreender a linguagem técnica que é utilizada quando recebemos uma radiografia ou uma ressonância nuclear magnética, e mais difícil ainda é encontrar na imagem as informações que o laudo informa. Pensando nisso iniciamos o quadro "Desvende sua radiografia" para simplificar as coisas para você!

O primeiro deles será sobre o hemangioma vertebral, que é o mais comum dos tumores benignos da coluna e pode ser encontrado em qualquer local do corpo vertebral de qualquer vértebra (SLON, 2015).


Hemangiomas vertebrais (hg) são geralmente lesões que apresentam um crescimento lento e demonstram um aglomerado de vasos sanguíneos entre as trabéculas ósseas (entre a estrutura óssea da vértebra) e frequentemente contém tecido adiposo sem reações neoplásicas. Eles tem uma característica própria e apresentam uma alta intensidade tanto em T1 quanto em T2 (ficam mais clarinhos que o restante da vértebra), o que serve de diagnóstico diferencial para algumas patologias que não seguem esse padrão. Nas ressonâncias magnéticas você vai perceber que a mesma imagem tem duas versões, uma mais preta e branca e a outra mais em escalas de cinza), essa diferença de tonalidades é que chamamos de T1 ou T2.

Em um estudo em uma clínica médica, 726 pacientes (dos 12-97 anos, 508 mulheres e 218 homens) tiveram suas ressonâncias avaliadas em busca de hemangiomas (998 hg encontrados). Os autores concluíram que hg podem se distribuir por toda a coluna, embora apareçam com maior frequência na coluna lombar.

BROCHIN, Robert L. et al. Characterization and Distribution of Vertebral Hemangiomas Including a Novel Geographic Map. Montefiore Journal of Musculoskeletal Medicine & Surgery, v. 1, n. 1, p. 26-29, 2016.

SLON, Viviane et al. Vertebral hemangiomas: their demographical characteristics, location along the spine and position within the vertebral body. European Spine Journal, v. 24, n. 10, p. 2189-2195, 2015.

Comments


bottom of page